O que as marcas podem aprender com os edutubers?

 

Se você acha que vídeos de gatinho são o maior sucesso do Youtube, é porque ainda não sabe que  os conteúdos educacionais têm um tempo de visualização  4x maior que os vídeos de animais na plataforma1. Malik Ducard, Director of Family and Learning do YouTube, fala sobre a evolução dos “edutubers” e revela o que as marcas podem aprender com eles.

Eu venho de uma família de professores. Minha mãe deu aula em um colégio do sul do Bronx por décadas. Minha irmã foi diretora assistente numa escola de ensino fundamental em Los Angeles. Eu adoro quando estou na rua com minha mãe e um ex-aluno, hoje adulto, vem correndo e grita “Srª Ducard!”. Minha mãe escuta todas as novidades sobre a vida deles e sai sorrindo cheia de orgulho – uma vez educadora, sempre educadora.

Minha relação com a educação é muito pessoal, por isso ensinar e aprender sempre foram minhas prioridades.

Educação não é só uma tendência, ela está na essência do YouTube.

O que eu não sabia é que minha prioridade pessoal também se tornaria o carro-chefe do meu trabalho no Youtube. Mesmo não circulando pelos corredores de uma escola como minha mãe e minha irmã, como responsável pelos conteúdos educacionais e para a família no Youtube, também tenho a missão de ensinar e inspirar mentes curiosas. A busca por informação é uma das três maiores razões para as pessoas acessarem o Youtube2, por isso, para nós educação não é tendência, é essência.

A missão central da nossa plataforma é ensinar – e permitir que todas as pessoas tenham voz e a chance de conhecer o mundo. E essa missão está fundamentada em quatro valores: liberdade de expressão, democratização das oportunidades, inclusão e acesso à informação.

Pergunte a qualquer professor e ele dirá que esses quatro valores também são os pilares do sucesso dentro de uma sala de aula. Talvez isso explique porque os conteúdos educacionais "explodiram" no YouTube nos últimos anos – todos os dias, essa categoria registra 500 milhões de visualizações3. E as pessoas não se limitam a assistir, elas também se engajam: um milhão de vídeos educacionais são compartilhados todos os dias4 e esses espectadores obtém conhecimento de uma biblioteca maior que a Library of Congress norte-americana5; o YouTube é uma coleção global onde 50% dos vídeos foram enviados de fora dos EUA6.

twg_edtubers-1

Mas o que isso tudo representa para a publicidade? Bem, se as marcas conseguirem entender o que as pessoas procuram e assistem no Youtube e seus porquês, elas podem criar conteúdos publicitários e educativos com um potencial de engajamento muito maior.

Aí vão três coisas que as marcas podem aprender com os "mestres" do Youtube:

1. Torne aprender algo interessante e divertido

 Qualquer bom professor diria: aprender tem que ser gostoso. Veja o professor Rafael Procopio: em seu canal no YouTube ele ensina trigonometria fazendo uma paródia da música “Deu Onda”, do Kondzilla. O recado dele é simples: crie algo que os alunos queiram assistir.

Como o creator  RoomieOfficial nos disse, “Meus vídeos educativos de maior sucesso são os que cobrem tópicos que não costumam ser discutidos e podem até ser tabu.” Seu canal não precisa ser explicitamente educativo para prosperar nesta categoria. Na verdade, alguns humoristas se tornam excelentes educadores.

StacyPlays, por exemplo, é uma creator de games especializada em Minecraft. Ela pegou os temas do jogo mais populares em seu canal e os transformou em oportunidades de ensino com o “Minecraft Field Trips” (Excursões Minecraft, em inglês). O programa - criado em parceria com o Youtube, permite que os usuários tenham a experiência das aventuras do game na vida real.

2. Seja específico e aposte em conteúdo que capacitem

O YouTube é ótimo para se aperfeiçoar no Minecraft mas é também é sensacional para aprimorar suas habilidades profissionais. Os autodidatas invadem o Youtube procurando oportunidades de capacitação. Várias das categorias de conteúdo que mais crescem na plataforma estão relacionadas à qualificação, empreendedorismo e pequenas empresas.

Uma boa dica sobre como elaborar conteúdos de capacitação com sucesso vem do manual do YouTube para edutubers: não tenha medo do nicho. Como você pode ver no gráfico abaixo, vídeos de nicho conseguem mais tráfego via buscas porque as pessoas estão procurando respostas concretas para perguntas específicas.

twg_edtubers-2

Por exemplo, em vez de simplesmente criar conteúdos sobre como ir bem em uma entrevista de emprego, considere dar dicas de como ir bem em uma entrevista para um tipo específico de vaga. Veja o exemplo do LegTransito Ronaldo Cardoso, um canal voltado para as dúvidas de quem vai tirar habilitação que dá dicas do que pode reprovar alguém no exame prático de direção:

Saiba exatamente quais perguntas você vai responder antes de começar a produzir. Para descobrir quais as maiores dúvidas das pessoas sobre o assunto, você pode usar ferramentas como Google Trends. Pode ser interessante trabalhar em parceria com algum Youtuber já conhecido do público, pois eles são capazes de colocar você em contato a audiência, emprestar credibilidade a seus vídeos e garantir que você esteja respondendo às perguntas certas e com o conteúdo correto.

3. O importante é encontrar o seu formato

Toda manhã, antes de sair de casa para deixar meus filhos na escola, eu pergunto o que eles estão estudando para as aulas do dia: geografia, história ou ciências. Depois, eu procuro um vídeo sobre o tópico e coloco no carro enquanto estamos no trânsito juntos. Isso faz com que eles fiquem mais interessados e empolgados sobre o que vão aprender - também a refrescar minha memória.

No Brasil, um dos primeiro vídeo que apareceriam na minha busca seria do Manual do Mundo, canal que faz parte do Google Preferred. Seus vídeos sempre trazem um especialista que fala diretamente para a câmera sobre tópicos específicos. Aqui está um exemplo recente sobre a Usina de Itaipu:

Esse é um formato onde o apresentador e o público aprendem juntos. Outros formatos que você pode considerar são:

Depois que você encontrar o formato ideal, é importante ser consistente. Os edutubers de maior sucesso criam uma identidade, não só mantendo uma agenda de publicações regulares, mas também pela familiaridade que transmitem a cada novo vídeo publicado.

A escola é o ponto de partida para o desenvolvimento do nosso apetite coletivo por uma vida de descobertas. Somos alunos instintivos, sempre buscando mais. E os vídeos são uma ótima fonte de novos assuntos para desvendar. Podemos aprender o que quisermos, de quem quisermos, quando quisermos no Youtube.

Gostaria de lhes pedir uma ajuda quando você e sua marca começarem a ensinar usando o Youtube. Uma das prioridades da plataforma é a diversidade. Queremos que o grupo de edutubers fique cada vez mais inclusivo – em especial, com uma maior participação de negros e mulheres. Quando for criar sua publicidade ou branded content, certifique-se de que as estrelas dos seus vídeos sejam tão diversas quanto seus alunos.

Até hoje, a empolgação dos ex-alunos da minha mãe, compartilhando detalhes de suas vidas, me impressiona e inspira. Gosto de pensar que os vídeos educativos também têm um impacto positivo nos alunos de hoje. Obrigado aos professores, edutubers e curiosos contumazes por nos manterem estimulados.

No meio do conteúdo tinha um pop-up: Criando experiências melhores com anúncios