Publicado
Setembro 2016
Tópicos

 

Estes fundamentos irão ajudar você a criar aplicativos eficientes e agradáveis de usar.

1.Mostre de cara por que o seu aplicativo é interessante

Envolva o usuário com uma abordagem objetiva, que deixe claro o ele deve fazer. Dê destaque aos calls-to-action (CTA), colocando-os ao centro e na primeira rolagem. Provoque o interesse e a curiosidade do usuário apresentando as principais funcionalidades e novidades do aplicativo de maneira contextualizada e de fácil visualização.

[[inline-image-1]]

2.Organize e nomeie as categorias do menu de um jeito que facilite a navegação

Os usuários têm dificuldade de navegar em menus que não se pareçam com os modelos que eles já viram. As categorias devem ser claras e sem sobreposições. Isso é especialmente importante quando o usuário entra no menu porque não encontrou o que queria por meio da busca.

[[inline-image-2]]

3. Torne mais fácil para o usuário voltar à tela anterior

[[inline-image-3]]

[[inline-image-4]]

Às vezes, o usuário quer retornar à tela anterior para consertar um erro de digitação ou alterar uma opção, por exemplo. Os aplicativos devem facilitar o uso do botão "voltar" para que os usuários não se sintam forçados a começar tudo de novo a partir da tela inicial, o que, em muitas situações, faz com que ele perca dados que poderiam ter sido salvos. Ao permitir que os usuários voltem um passo, você evita esta frustração e elimina trabalho desnecessário.

4. Deixe o usuário alterar a localização

A detecção automática da localização, com certeza, poupa bastante tempo do usuário. Porém, há momentos em que ele precisa encontrar algo (uma loja, por exemplo) que não fica nos arredores de onde ele está. Resolva este problema, criando um jeito rápido e direto para ele inserir manualmente a localização desejada.

[[inline-image-5]]

5. Faça uma transição suave entre seu aplicativo e o site mobile.

Muitas vezes os aplicativos o direcionam o usuário para um site mobile na hora de concluir uma transação ou obter mais conteúdo. Um dos problemas desta transição é que se o layout dos dois ambientes não for consistente, o cliente pode ficar confuso. Também não é legal quando a transição é lenta e o usuário é tem que ficar esperarando o site mobile carregar. Será que essa dinâmica é realmente necessária para o funcionamento do seu app? Criar essa transição vale a pena diante do risco de causar frustração para o usuário? Se sua resposta for sim, lembre-se de manter a consistência visual em ambas as plataformas e se certificar de que o carregamento do site mobile seja o mais rápido possível.

[[inline-image-6]]

[[inline-image-7]]





[[content-callout-1]]