A Copa do Mundo do Brasil está chegando... Mas chegar a qualquer lugar em cidades saturadas pelo trânsito pode ser mais difícil que marcar um gol contra uma seleção com 11 zagueiros. As empresas não têm tempo de tolerância para os minutos perdidos no trânsito, e isso também não é desculpa para justificar uma falta. Está na hora de mudar. Está na hora de trabalhar na nuvem.

Publicado
Junho 2014
Tópicos

[[inline-image-02]]

O pontapé inicial

Brasil vs. Croácia será o primeiro jogo da Copa do Mundo de 2014. A sede: São Paulo, uma cidade acostumada com o caos do trânsito, onde transitam diariamente 7,5 milhões de veículos. Se somamos a isso os milhares de turistas estrangeiros e locais que chegarão à cidade para assistir aos jogos, dá para imaginar o resultado: muitas pessoas presas no trânsito tentando chegar ao seu destino. E isso só em São Paulo! A maioria das sedes da Copa passa por situações similares, com milhares de pessoas movimentando-se de um lado para o outro no país.

[[inline-image-01]]

Quantas pessoas têm paciência suficiente para perder horas no trânsito todos os dias durante um mês? Nenhuma empresa pode suportar tamanha perda de tempo sem afetar sua produtividade e a produtividade dos funcionários.

Eventos tão grandes como a Copa do Mundo geram mais problemas que benefícios para a empresa. Se não fosse pelo Google Apps, estaríamos perdidos

Superando a primeira fase

A tecnologia pode ajudar a reduzir o impacto do trânsito? Claro que sim. Ferramentas como o Google Apps for Business, o pacote de produtividade do Google na nuvem, permitem que os funcionários estejam conectados, trabalhando e colaborando, em qualquer lugar, a qualquer momento e com qualquer dispositivo. Não estamos falando apenas da possibilidade de trabalhar em casa e evitar o estresse dos engarrafamentos, das demoras e das ligações do trabalho perguntando onde estamos. O Google Apps permite trabalhar em equipe até mesmo quando você está preso no trânsito, em tempo real.

[[inline-video-04]]

“Eventos tão grandes como a Copa do Mundo geram mais problemas que benefícios para a empresa. Se não fosse pelo Google Apps, estaríamos perdidos”, comenta Isaac Pessoa de Freitas, gerente de TI da Netuno, una empresa exportadora de peixes frutos do mar localizada em Recife, a apenas 2 km da Arena Pernambuco, um dos estádios da Copa do Mundo.

Isso não acontece só em Recife, mas também em cidades maiores, como o Rio de Janeiro, onde o Google Apps também foi fundamental para resolver os problemas de trânsito e falta de mobilidade. Anderson Rocha, sócio da Alcateia, uma empresa de dublagem e narração em off situada na cidade maravilhosa, explica: “Temos uma dependência quase química do Google Apps; sem essa ferramenta seria impossível trabalhar em qualquer situação, com ou sem Copa”.

Chegando à final

Já se foi o tempo em que a única maneira de trabalhar, interagir e colaborar com outras pessoas era estar no mesmo lugar. Hoje, com o Google Apps, trabalhar e colaborar é muito mais fácil. O e-mail, a agenda, o armazenamento, os documentos, as apresentações e muitos outros aplicativos em nuvem ajudaram a milhares de empresas a esquecer dos problemas com o trânsito e a falta de mobilidade e concentrar-se no que mais importa: a Copa! Opa, quer dizer, os negócios!

[[inline-image-03]]

Quer saber mais sobre as ferramentas de produtividade e colaboração em nuvem do Google? Você pode encontrar tudo o que precisa no site do Google Apps for Business.