Tendências vêm e vão. Na cultura, na moda, na música e também na culinária. Agora elas invadem a cozinha mais rápido que preparar lasanha de micro-ondas.

Publicado
Junho 2016
Tópicos

Lembram quando as comidas viravam moda? Teve a moda do estrogonofe, do tomate seco, do salmão grelhado. Esse ainda está na moda. Mas não são só algumas receitas que viram assunto. Hoje, acontece a via oposta. Um assunto que está nas ruas pode virar inspiração pra um prato ou uma receita.

Do mundo pra cozinha

Quem um exemplo de uma moda que caiu direto das conversas para a panela? Talvez você tenha um filho e uma sobrinha que são obcecados pelo filme Frozen e querem tudo da princesa Elsa: boneca, mochila, caderno, edredom, fantasia. A gastronomia, claro, pegou carona nessa febre. As doceiras do YouTube mostram como fazer o bolo da princesa para as festas de aniversário. De um lado, elas ensinam. De outro, promovem o seu canal e divulgam o seu trabalho.

[[inline-video-1]]

Da cozinha pro mundo

Com o YouTube não são só alguns pratos que acabam ficando famosos. De uma hora pra outra, uma receita pode ganhar o mundo. Você deve ter ouvido falar do bolo de churros que, da noite pro dia, virou um dos maiores desejos gastronômicos da internet brasileira. A chef que lançou a receita recebeu mais de 300 encomendas em menos de 48 horas - tudo porque a foto da criação viralizou. É claro que, em questão de minutos, a receita começou a pipocar também pelo YouTube. E as cozinhas de todo o País viraram uma explosão de canela e doce de leite.

[[inline-image-2]]

As tendências estão indo para os pratos de quem têm fome de comportamento. Quem não sente vontade de provar aquele gosto fresquinho de tudo o que é novo?

Da cozinha pra arte

Nem todo mundo sabe, mas a panela e a espátula também podem ser instrumentos criativos. Tem muita gente vendo a gastronomia com um olhar artístico. Quando as portas da cozinha se abrem para a arte, não existem limites para as possibilidades de formatos, combinações de ingredientes, cores e texturas. Aqui não tem essa de não poder brincar com comida. Nas mãos dos artistas chefs, ela vira exposição, peça de design, fotografia e - claro! - pratos lindos de comer.

A beleza da comida

Para o pessoal que organiza a Berlin Food Art Week, a arte virou uma extensão da cozinha. A comida é a base comum para dividir e expressar novas ideias. E tem de tudo: de artes plásticas a workshops. De jantares a performances sobre o impacto político e social da alimentação.

Mas comida não pode ser só beleza. Tem que ter essência. Saber de onde veio, como foi produzida, quem fez. A transparência faz bem pra nossa fome de informação. Pra saber sobre isso, clique aqui.

[[content-callout-1]]

Quer saber mais insights sobre cooking?

  1. O que provocou toda essa fome?
  2. A fome agora é de aprender.
  3. Você é o que você come.
  4. Até quem não cozinha assiste.
  5. A gente não quer só comida.
  6. Tendências mantém o assunto sempre aquecido.
  7. Você é o que você sabe sobre o que come.
  8. Os números que engordam essa receita.

Outros insights

  1. Music
  2. Beauty
  3. Gaming