Os consumidores brasileiros conectados já são 50% da população e isso só tende a crescer. Mais de cem milhões de brasileiros já acessam a Internet e os próximos cem milhões virão antes do que se pensa. Nesse sentido, o digital já é uma mídia de massa e deve ser considerado como tal no planejamento das campanhas. Marcio Garcez, Diretor de Negócios do Google Brasil, deu início ao Think CPG with Google apresentando este cenário.

Publicado
Setembro 2013
Tópicos

Os consumidores brasileiros conectados já são 50% da população e isso só tende a crescer. Mais de cem milhões de brasileiros já acessam a Internet e os próximos cem milhões virão antes do que se pensa. Nesse sentido, o digital já é uma mídia de massa e deve ser considerado como tal no planejamento das campanhas. Marcio Garcez, Diretor de Negócios do Google Brasil, deu início ao Think CPG with Google apresentando este cenário.

O evento ocorreu no dia 12 de Setembro, em São Paulo, na sede do Google Brasil e reuniu cerca de 200 gestores e empresários do segmento de bens de consumo para falar sobre os impactos da expansão da Internet no mercado e da mudança do perfil dos consumidores nesse segmento da economia.

Por que YouTube? A Head de Desenvolvimento Estratégico de Agências, Gleidys Salvanha, lista 7 keypoints simples para utilizar vídeo on-line na sua estratégia: YouTube é mais do que TV, ele engaja e não tem dispersão. Vídeo faz parte da cultura do brasileiro. YouTube combina engajamento com volume. O canal on-line incrementa sua cobertura de mídia com rentabilidade. Vídeo on-line deve estar no esforço inicial das suas campanhas. YouTube deve fazer parte dos seus investimentos de mídia 70, 20, 10. Por fim, é necessário fazer a transição de uma estratégia de TV para uma estratégia de vídeo. Por que YouTube? A pergunta correta é: por que não YouTube?

Julio Zaguini, Diretor de Agências do Google Brasil, trouxe a sua experiência no varejo para falar da importância de ter um bom website para o segmento, ensinar como metrificar os seus objetivos e avaliar o valor econômico alcançado com a ferramenta. É necessário valorizar cada micro conversão considerando que os consumidores que navegam em websites consomem em média 37% mais que os outros. Ao mesmo tempo, ele é uma plataforma em que você trabalha a sua criatividade ao máximo e conduz a experiência do consumidor com a sua marca da maneira que você preferir. Segundo o próprio Júlio, “é preciso caprichar na loja, pois quando o consumidor entra nela quer gastar”.

Jonah Berger, professor de marketing da Wharton School e autor do livro Contagious, demonstra as seis formas que produtos, marcas e campanhas viralizam, a partir do maior poder de compartilhamento: seu círculo de amigos e conhecidos. A primeira é fazer da sua marca ou campanha uma “moeda social”, para que seus clientes sintam um ganho em compartilhar com os demais. Crie um trigger, um mecanismo de acionamento espontâneo que dê uma ocasião certa de consumo para o seu produto. Ofereça emoção, para as pessoas se engajarem espontaneamente, e é importante entender que há emoções que engajam mais que outras. Faça com que seu produto use o próprio público como uma vitrine. Crie valores práticos e mensuráveis para o consumidor. Por fim, crie histórias incríveis e que carreguem a mensagem de uma forma subliminar, como um “Cavalo de Troia”.

Após o intervalo, Marcio Garcez recebeu os fundadores do Porta dos Fundos, Antônio Tabet e Ian SBF, e da Galinha Pintadinha, Marcos Luporini e Juliano Prado. Eles narraram a trajetória de criação dos seus canais no YouTube e como a plataforma auxiliou na criação e ampliação de audiência. Segundo Tabet, o principal agente facilitador do canal para engajar seu público foi o fato de estar livres de amarras que a TV e as próprias marcas se colocam a partir das políticas internas e o medo de arriscar, de “perder o emprego”. Marcos Luporini acrescentou que facilita a criação do conteúdo focar em apenas um ou dois elementos, a exemplo da personagem ou a história, e não em múltiplos objetivos como em muitas peças publicitárias. Outro insight é que os conteúdos dos produtos Galinha Pintadinha sempre fazem menção a outros conteúdos da marca. No fim, todos concordaram que não é mais necessário ir para a televisão, em alguns casos isso pode ser um erro e não uma evolução.

Don Tapscott, autor de mais de 13 livros, incluindo sucessos como o Wikinomics e Macrowikinomics, finalizou o evento de maneira inspiracional. De início, instiga dizendo que tudo o que sabemos sobre marketing está errado. Isso é apenas um prenúncio de uma verdadeira reflexão sobre os novos paradigmas da sociedade em rede. Segundo o autor, estamos migrando de uma sociedade industrial para a era da inteligência em rede e o combustível dessa mudança é a Internet. Quatro tópicos são propulsores dessa tendência: a revolução tecnológica, a nova geração, a revolução social e a revolução econômica. Tudo isso exige que as companhias abandonem a lógica dos quatro Ps e migrem para o ABCDE do marketing: anyplace, brand, communication, discovery and experiences. Talvez seja o primeiro passo para o futuro das empresas: o desenvolvimento de uma verdadeira consciência organizacional.

O evento teve ao todo nove palestrantes e foi transmitido via Hangout na página Google para seu Negócio. O encontro instigou os gestores das marcas e agências convidadas a repensarem a sua forma de comunicação com os clientes, utilizando a rede como muito mais que um agente difusor, mas sobretudo de relacionamento e de criação de experiências.

Veja alguns dos melhores momentos do Think CPG with Google:

Marcio Garcez
Diretor de Negócios para CPG, Google Brasil

[[inline-video-1]]

Gleidys Salvanha
Head de Desenvolvimento Estratégico de Agências, Google Brasil

[[inline-video-2]]

Julio Zaguini
Diretor de Agências, Google Brasil - ex-diretor de varejo do Google e Marketing do Carrefour

[[inline-video-3]]

Jonah Berger
Professor of Marketing at the Wharton School and at the University of Pennsylvania

[[inline-video-4]]

Don Tapscott
Author, Speaker and advisor on media, tecnology and innovation. Autor de Macrowikinomics

[[inline-video-5]]

Encontre aqui as apresentações relacionadas ao evento:

From TV to video: A importância de uma estratégia de vídeo digital
Gleidys Salvanha - Head de Desenvolvimento Estratégico de Agências, Google Brasil

Valor do search para marcas de consumo, aprendizados do varejo online
Julio Zaguini - Diretor de Agências, Google Brasil

Marketing in the age of networked intelligence
Don Tapscott - Author, Speaker and advisor on media, tecnology and innovation. Autor de Macrowikinomics