Como definir o principal desafio do setor de educação no mundo? Alessandro Leal, Diretor de Negócios do Google Brasil, utiliza a citação do filósofo e educador Mário Sérgio Cortella para definir o desafio do setor e dar início às reflexões do dia: temos uma metodologia do século 19, professores do século 20 e alunos do século 21. Somado a isso, lembra Alessandro, o Brasil ainda tem muito a avançar no ensino básico, e esse desafio é, na realidade, uma grande oportunidade de crescimento para as empresas do segmento.

Publicado
Setembro 2013
Tópicos

Como definir o principal desafio do setor de educação no mundo? Alessandro Leal, Diretor de Negócios do Google Brasil, utiliza a citação do filósofo e educador Mário Sérgio Cortella para definir o desafio do setor e dar início às reflexões do dia: temos uma metodologia do século 19, professores do século 20 e alunos do século 21. Somado a isso, lembra Alessandro, o Brasil ainda tem muito a avançar no ensino básico, e esse desafio é, na realidade, uma grande oportunidade de crescimento para as empresas do segmento.

O evento Think Education with Google ocorreu no dia 10/9, em São Paulo, na sede do Google Brasil. O encontro reuniu cerca de 200 gestores e empresários do setor educacional brasileiro para falar sobre os impactos da expansão da Internet, da mudança do perfil dos alunos e do futuro da educação no país.

Para ajudar a compreender esse novo aluno e o seu processo decisório, Maria Helena Marinho, Market Insights Manager do Google, e Vicente Carrari, Gerente de Negócios de Educação do Google Brasil, apresentaram em primeira mão dados da pesquisa "Entendendo o comportamento Multitelas", realizada pela Ipsos, com exclusividade para o Google Brasil. A principal conclusão é que os brasileiros adotam cada vez mais o comportamento multitela, principalmente as crianças e os jovens, e essa tendência já exerce enorme influência no processo de decisão por cursos e universidades. Partindo desse princípio, é preciso estar posicionado nos meios on-line, principalmente no mobile, e com as informações mais demandadas pelo usuário, para garantir o crescimento e a relevância neste mercado.

Antes de pensar no futuro, é preciso atuar no presente. Resolver os problemas atuais dos alunos. Marco Fisben, fundador e CEO do Descomplica, apresentou o case do canal, que já conta com cerca de 5.000 vídeos na sua biblioteca e que já teve mais de 1,5 milhão de alunos. Fisben destaca que o intuito do canal é promover e democratizar a educação no Brasil, tendo como foco o ENEM, principal meio de acesso às faculdades públicas. Para tanto, o canal busca oferecer bom conteúdo, ampliar cada vez mais sua distribuição e gerar engajamento do aluno. A experiência do Descomplica ensina que a simples soma desses fatores gera naturalmente uma alta performance do seu público.

Andreia Inamorato, pesquisadora internacional de EAD, lembra o papel da tecnologia como o principal difusor e multiplicador do ensino à distância. Em seguida, diferencia as modalidades praticadas no mundo de MOOCs, REAs e as notações de creative commons amplamente utilizadas no ambiente virtual. Além disso, cita exemplos de como desenvolver o formato do seu curso através do uso de plataformas abertas desenvolvidas especificamente para a educação, a exemplo da Peer to Peer University, e ensina como divulgá-las com a utilização das redes sociais para disseminar estes conteúdos.

Alguns dos maiores players do mercado estão atentos às novas tendências e já realizam iniciativas que demonstram a eficiência da Internet para trazer os alunos para suas instituições e engajá-los. Alessandro Leal recebeu no palco, em um painel sobre o tema, Alexandre Max, CMO do Grupo Multi, José Cazar, gerente de marcas da CCAA, e Denise Danon, Diretora de Marketing da Estácio, para falar sobre os seus cases.

José Cazar trouxe a campanha do CCAA que aborda como o aprendizado de um novo idioma pode aumentar a autoestima do aluno de uma maneira extremamente divertida através da utilização da celebridade Samuel L. Jackson. A marca expande essa comunicação para as diversas plataformas de contato com o seu público, inclusive durante as aulas, com uma abordagem que ele próprio chamou de “Educainment”, unindo educação com entretenimento.

Denise Danon mostrou como a Estácio aumentou sua performance na Internet através da segmentação do público nas buscas, aumentando as conversões e diminuindo investimento. O resultado tem sido ainda melhor devido ao remarketing de usuários que entraram no site e não se matricularam, aumentando em 436% as conversões.

Finalizando o painel, Alexandre Max mostrou a primeira campanha 100% on-line da Yágizi, que utilizou o Youtube para fazer uma web série bem-humorada chamada FBY, na qual um agente luta para acabar com os crimes contra o inglês. O sucesso foi tão grande que mobilizou os alunos a atuarem como “agentes” em prol do inglês bem falado espontaneamente.

Carlos Souza encerrou o evento falando sobre o Veduca, plataforma gratuita de cursos das principais universidades do mundo que ele fundou há dois anos e que tem o objetivo de democratizar o acesso à educação de alta qualidade no Brasil. O CEO aproveita sua experiência para apontar as principais tendências do setor: o studies on demand, acompanhamento individual de performance, Tutorial on Demand, turmas customizadas e planos de estudos personalizados.

O evento teve ao todo dez palestrantes, foi transmitido via Hangout na página Google para seu Negócio e demonstrou que o novo aluno já demanda e consome conteúdos educacionais on-line e quer uma instituição de ensino que ofereça soluções que dialoguem com o seu perfil de consumo de mídia e informação.

Veja alguns dos melhores momentos do Think Education with Google:

Maria Helena Marinho
Market Insights Manager, Google Brasil
Vicente Carrari
Gerente de Negócios para o segmento Educação, Google Brasil

[[inline-video-1]]

Marco Fisbhen
Fundador e CEO do site de vídeo-aulas Descomplica

[[inline-video-2]]

Andreia Inamorato
Consultora em educação à distância e tecnologia educacional pela DigiLearn.

[[inline-video-3]]

Roberta Antunes
Sócia e CMO Hotel Urbano

[[inline-video-4]]

Cases: Branding, performance e inovação - como o mercado já está trabalhando com as novas tendências.
Alexandre Max - CMO Wizard
José Cazar - Gerente de Marcas CCAA
Denise Danon - Gerente de Comunicação na Estácio
Alessandro Leal - Diretor de Negócios do Google Brasil

[[inline-video-5]]

Carlos Souza
CEO e co-fundador do portal Veduca

[[inline-video-6]]

Encontre aqui as apresentações relacionadas ao evento:

Como a disponibilização de conteúdo gratuito está mudando a forma de ensino no Brasil e no Mundo.
Andreia Inamorato - Consultora em educação à distância e tecnologia educacional pela DigiLearn