Imagine uma jornada de compra dos Silva, uma típica família brasileira, buscando destinos para as suas férias. Ou ainda do amigo norueguês que planeja vir para o Brasil na Copa. Foi através dessa simulação que Thiago Machado iniciou o Think Travel with Google e demonstrou alguns dos desafios do setor que geram perda de negócios e más experiências on-line dos usuários.

Publicado
Agosto 2013
Tópicos

Imagine uma jornada de compra dos Silva, uma típica família brasileira, buscando destinos para as suas férias. Ou ainda do amigo norueguês que planeja vir para o Brasil na Copa. Foi através dessa simulação que Thiago Machado iniciou o Think Travel with Google e demonstrou alguns dos desafios do setor que geram perda de negócios e más experiências on-line dos usuários.

O evento ocorreu no dia 23 de Agosto, em São Paulo, na sede do Google Brasil. O encontro reuniu cerca de 200 gestores das principais companhias aéreas e de turismo para falar sobre a mudança do perfil dos consumidores, sobretudo devido à expansão do acesso da população à Internet e aos smartphones, além das tendências desse segmento no Brasil e no mundo.

Qual é o futuro do setor? O CEO da Future Agency, o “futurista” Gerd Leonhard, alerta para um novo paradigma: o mundo caminha nos próximos cinco anos para uma sociedade digital e o maior desafio para as empresas de turismo nesse novo ambiente de negócios é adicionar valor aos seus produtos, oferecendo experiências aos seus clientes. Segundo Gerd, o mercado de turismo se torna cada vez mais diversificado e a participação e interação do público será cada vez maior na avaliação e relacionamento com hotéis, lugares e empresas.

O futurista prevê também a ascensão da utilização da informação em larga escala, o chamado Big Data, como uma imensa oportunidade para as empresas preverem comportamentos de consumo. Aponta a sustentabilidade como a principal oportunidade para o mercado de turismo no Brasil e lembra que o turista já procura destinos com responsabilidade ambiental e social. Por fim, cita ainda que o consumo de mídia será cada vez mais visual, principalmente por meio de vídeos.

Lothaire Ruellan, Consultor de Implementação recém chegado no Google, ensina como utilizar o Analytics para criar métricas de avaliação de campanhas e para a criação de estratégias utilizando como exemplo o seu case no Rail Europe, que aprimorou a experiência do consumidor e trouxe aumento de conversões para a empresa. Suas principais dicas são: crie uma cultura de constante mensuração na sua empresa, otimize suas campanhas e mensagens, priorize a experiência do usuário e atinja novamente seu público para gerar mais conversões.

Para finalizar o primeiro bloco, Roberta Antunes relatou sua experiência como sócia e CMO do Hotel Urbano e de como tornou a empresa uma das maiores agências de turismo virtuais do Brasil. Roberta enfatizou que o foco do Hotel Urbano no início foi a construção de uma audiência, que posteriormente foi trabalhada em todo o seu ciclo de compra, buscando ampliar ao máximo o Lifetime Value dos seus clientes. Segundo a própria CEO, a ideia é concorrer não apenas com o turismo em si, mas com o lazer do fim de semana, buscando aumentar o número de viagens por cliente, reimpactando-o conforme o perfil da sua última viagem.

Jarvis, do Homem de Ferro, é a principal inspiração para Janes Butler, Diretora Global de Busca Vertical do Google, para explicar a tendências de desenvolvimento dos serviços do Google para o setor de turismo nos próximos anos. O objetivo é tornar os serviços cada vez mais relevantes, fáceis de usar e satisfatórios, com o intuito de responder, antecipar, sugerir e prover viagens e serviços para os consumidores.

Em um ambiente cada vez mais competitivo, a Internet tem uma eficiência enorme em destruir empresas. Esse é o axioma de Avinash Kaushik, o evangelista do marketing digital do Google, para uma análise prática de sites e estratégias digitais de companhias aéreas e de turismo. Sua conclusão é que grande parte das empresas brasileiras do setor não oferecem experiências apropriadas para o consumidor. O Digital Evangelist cita os quatro passos para resolver essa questão através da implementação de sua estratégia See, Think, Do: melhorar a experiência de compra on-line, oferecer serviços e conteúdo pela rede, investir em diferentes plataformas na Internet e utilizar as redes sociais para gerar relacionamento.

O evento contou com seis palestrantes e foi transmitido via Hangout na página Google para seu Negócio. As companhias aéreas e empresas de turismo tiveram a oportunidade no encontro de analisar o seu posicionamento e do setor em geral, no ambiente on-line, e conhecer estratégias de metrificação, segmentação e fidelização do seu cliente para aplicar no seu negócio, visando sempre, melhorar a experiência do usuário.

Veja alguns dos melhores momentos do Think Travel with Google:

Thiago Machado
Diretor de Negócios para Automotivo, Finanças e Turismo, Google Brasil
Farouk Azanki
Head of Industry para Turismo, Google Brasil

[[inline-video-1]]

Gerd Leonhard
Futurist and CEO of The Futures Agency

[[inline-video-2]]

Lothaire Ruellan
Implementation Consultant, Google US

[[inline-video-3]]

Roberta Antunes
Sócia e CMO Hotel Urbano

[[inline-video-4]]

Jane Butler
Global Director - Vertical Search, Google US

[[inline-video-5]]

Encontre aqui as apresentações relacionadas ao evento:

Experiência de compra: O presente e o futuro do turismo online no Brasil
Thiago Machado - Diretor de Negócios para Automotivo, Finanças e Turismo, Google Brasil

The Total Reset Of Marketing, Branding And Media – The Next 5 Years
Gerd Leonhard - Futurist, Author and CEO of The Futures Agency

Making the most of Google Analytics
Lothaire Ruellan - Implementation Consultant, Google US

Life time value
Roberta Antunes Oliveira - Vice Presidente e Diretora de Marketing

The future of travel search travel forum 2013
Jane Butler - Global Director Vertical Search, Google US