Coronavírus: como o Google está ajudando?

Natalie Zmuda / Março de 2020

As últimas semanas têm sido um verdadeiro desafio para diferentes setores da indústria, clientes e funcionários de todo o mundo. E o Google está trabalhando para proteger seus usuários e plataformas de informações falsas, assim como tem tornado seus serviços de videoconferência mais acessíveis.

Como disse o CEO do Google, Sundar Pichai, no e-mail enviado aos funcionários do Google na última sexta (6), o coronavírus está afetando nossa comunidade de diferentes maneiras. Muitas pessoas na Europa e nas Américas do Norte, Central e do Sul — aqui no Brasil, por exemplo, o primeiro caso da doença foi confirmado no dia 26 de fevereiro — estão vivendo agora o que a população da Ásia tem confrontado desde janeiro.

Todos estamos inseridos em um mercado altamente dinâmico, e com o avanço da doença por continentes muitas dúvidas acabam surgindo. Por isso muita gente ao redor do mundo procura por conselhos úteis e informações seguras. Não à toa, diante da ameaça do coronavírus vimos uma crescente nas buscas por “recomendação de viagem” ou “status de voo” — assim como temos visto as buscas mudarem de acordo com as necessidades imediatas de diferentes populações.

Coronavírus: como o Google está ajudando?

Muitas pessoas estão interessadas em saber como o Google está protegendo seus usuários e nossas plataformas nesse ambiente que muda a cada dia, por isso dividimos mais das palavras do nosso CEO: “Nossos times de Trust and Safety (Confiabilidade e Segurança) estão trabalhando contra o tempo e em nível global para salvaguardar todos os nossos usuários de possíveis fraudes, teorias da conspiração, malware e todo tipo de desinformação — ao mesmo tempo que estamos constantemente à procura de novas ameaças”, disse Pichai. “No YouTube, os esforços se concentram em tirar do ar rapidamente qualquer tipo de conteúdo que promete curar o coronavírus sem a necessidade de tratamento médico. Além disso, nas últimas seis semanas o Google Ads removeu dezenas de milhares de propagandas que tentavam faturar com o coronavírus, e continuará impedindo a veiculação desses anúncios. O Google também está ajudando a OMS e as agências de saúde de diferentes governos a exibir anúncios de interesse público.”

Vale lembrar que diante desse cenário o Google liberou o acesso gratuitamente à categoria avançada das videoconferências do Hangouts Meet para todos os clientes do G Suite e G Suite for Education até 1º de julho de 2020. E a companhia está trabalhando para dar suporte a mais transmissões ao vivo e públicas no YouTube.

Coronavírus: como o Google está ajudando?

Com a população hiperconectada, cresce também o interesse das pessoas pelas regiões afetadas pelo vírus COVID-19. Sobre isso, Pichai comenta: “Esse é um momento sem precedentes”, disse o CEO. “É importante abordarmos o tema com calma e responsabilidade, até porque milhões de pessoas contam com a gente.”

O Think with Google se compromete a continuar trabalhando para ajudar na divulgação de informações relevantes, além de entregar insights e conteúdos que possam ajudar a sua marca a navegar nesse ambiente dinâmico. Entendemos também que essa é uma maneira de oferecer suporte aos vários tipos de negócio e equipes de diferentes lugares do mundo.

Por dentro do marketing do Google: o que estamos fazendo para garantir a representatividade e a inclusão nas nossas campanhas