Como liderar a sua equipe em tempos de caos e complexidade

David B. Peterson / Julho de 2020

Em tempos de crise, as coisas podem mudar do normal para o anormal em um piscar de olhos. Por isso, os líderes precisam trabalhar em um estado constante de triagem para manter as coisas funcionando. Além disso, precisamos catalogar — praticamente em tempo real — as lições, os processos e as experiências que vão nos ajudar a lidar com a próxima crise quando ela surgir.

Quando se vive uma época de caos e complexidade, é importante manter o foco no que mais importa para a organização e encontrar um equilíbrio entre a liderança e o aprendizado. O caos e a complexidade pedem diferentes estratégias de liderança: é bom conhecer essa diferença e compreender o que está em jogo quando se administra uma crise.

Estudamos essas duas frentes de ação na Google School for Leaders. Embora esses momentos sejam imprevisíveis, a complexidade é uma extensão do mundo em que já vivemos — e exige planejamento para o que está por vir e capacidade de reagir com atenção. O caos, por sua vez, exige ações rápidas e decisivas para manter todos focados e na mesma página, enquanto se reduz a ansiedade do seu time.

Como liderar a sua equipe em tempos de caos e complexidade

Enfrentando o caos

Por definição, o caos significa ambiguidade, imprevisibilidade e mostra como as coisas estão fora do nosso controle. Sem respostas claras e resultados esperados, o caos exige dos líderes que confiem em seus instintos e ajam de maneira decisiva, mas sendo capazes de virar a chave quando for necessário.

Como diz Bob Johansen, um integrante do Institute for the Future: “O futuro vai recompensar a clareza e punir a certeza”. Ou seja, a clareza é fundamental em épocas de caos e complexidade, então lembre-se de ajustar as expectativas e os objetivos de todos. Comunique com clareza o que mais importa para a sua organização neste momento, e coloque uma pausa nos OKRs (objectives and key results, ou objetivos e resultados-chave) ou em outras iniciativas, especialmente em períodos de caos. As pessoas podem sofrer com estresse tentando atingir as suas metas de desempenho enquanto enfrentam novos problemas para evitar que o barco afunde. Por isso, avise a sua equipe que as prioridades mudaram e dê orientações claras sobre onde o foco deve estar.

Para liderar a sua organização em tempos de caos:

  • Confie nos seus instintos. É importante ser rápido. Com pouco ou nenhum tempo para revisar, você precisa entrar em campo e fazer a sua melhor jogada — provavelmente antes do que você gostaria.
  • Identifique e reconheça as emoções das pessoas. Elas muitas vezes estão com medo, ansiosas e inquietas. Comunicar de forma clara e com ações rápidas pode ajudar a aliviar essas emoções e fazer com que a sua equipe foque nas atividades necessárias para ir em frente.
  • Prepare sua equipe para se adaptar quando novas informações chegarem e as circunstâncias mudarem. Reconheça que essa é uma situação sem precedentes, e que as coisas podem mudar a qualquer momento. Mas, por enquanto, é nessa direção que as coisas vão seguir.
  • Enquanto você se prepara para as mudanças, situe ao máximo as pessoas sobre aquilo que não vai mudar: sua visão e missão, seus valores e seu comprometimento para superarem juntos essa crise.
  • Prepare-se para mudar de rota se for necessário. Não existe uma maneira certa de fazer isso — apenas a maneira certa para o momento.
Como liderar a sua equipe em tempos de caos e complexidade

Navegando pela complexidade

Assim como o caos, a complexidade traz muito poucas respostas claras e simples. No entanto, um momento complexo é um pouco menos assustador. A verdade é que nossas vidas e nossos negócios se tornaram cada vez mais complexos nos últimos anos. O lado bom disso é que ser um líder em períodos de complexidade extrema nos ajuda a preparar um futuro mais multidimensional, veloz e automatizado.

Atravessar tempos complexos requer um plano mental que ajuda a ver o que está acontecendo agora, em vez de mapear as mudanças que podem vir. Comunicar claramente sua visão à sua organização vai ajudar as pessoas a se unirem a você nessa jornada e irem adiante com a sua orientação. Para liderar a sua organização em meio à complexidade:

  • Ofereça clareza e orientação para ajudar a reduzir a ansiedade, à medida que as pessoas agem e se acostumam com o “novo normal” com base na sua liderança. No entanto, assim como com o caos, é preciso observar e se adaptar à medida que as coisas mudam.
  • Dê um passo para trás e tente ver o panorama geral. Observe, escute e aceite contribuições de perspectivas múltiplas e diversas. Pergunte a você mesmo o que está faltando no seu quadro de referência. Quais suposições você está fazendo, e como elas podem estar equivocadas?
  • Foque em aprender, e não em acertar tudo. Faça experimentos que ajudem você a aprender. Por exemplo, tente duas ou mais abordagens para uma situação, e adote a que estiver funcionando agora. Trabalhe em vários projetos pequenos de risco relativamente baixo: assim, se eles falharem, você pode aprender rapidamente e com menos dor, e aplicar o que foi aprendido.
  • Mantenha-se vigilante. Mesmo que as coisas pareçam estar no caminho certo, provavelmente elas irão evoluir e mudar, então veja tudo que faz agora como um experimento.

Foco no que realmente importa

No Google, lidamos com os momentos de crise como uma oportunidade de lembrar o que mais importa para nós. E nossa maior prioridade é manter nossos funcionários e as suas famílias em segurança. Além disso, trabalhar de forma colaborativa, criar grandes produtos e dar apoio a nossos usuários e clientes são o centro do nosso negócio.

Nessa esteira, pergunte a você mesmo: qual é a essência da minha empresa? Como posso usar esse propósito para liderar a minha organização em uma época caótica e complexa? O que posso aprender com essa experiência, enquanto lidero a minha equipe no novo normal?

De tempos em tempos, você vai inevitavelmente vivenciar o caos, exigindo que você adapte a sua estratégia de liderança e reaja às situações que se apresentam. Mas pelo menos você vai estar melhor preparado para lidar com a disrupção, e pronto para enfrentar o que quer que venha pela frente.

Como 6 líderes de agências globais estão repensando as estratégias de marca, agora e para o futuro