Pesquisa Video Viewers 2016: Como o brasileiro assistiu a vídeos esse ano?

Baixar Baixar

Na nova pesquisa Video Viewers, analisamos a fundo o comportamento do brasileiro na hora de assistir a vídeos. Os resultados são bem impactantes: nos últimos dois anos, o tempo que as pessoas passam vendo vídeos online simplesmente dobrou e o celulares são responsáveis por mais da metade do watchtime. Eles também são considerados os aparelhos preferidos para isso por 55% da população em geral e 89% dos jovens. Quer saber mais? Confira os principais números da última pesquisa realizada pela Provokers e pelo Google.

O brasileiro não resiste a uma telinha, seja no celular, notebook, seja pelo aplicativo da Smart TV. Hoje, a gente passa em média mais de 39 horas por semana assistindo a vídeos. E o YouTube é o nosso lugar favorito para assistir videos online.

Twg

Sabe quem são os maiores responsáveis por esse crescimento todo? Os smartphones. Eles já são os aparelhos mais usados pra assistir a vídeos na internet.

Twg

A atenção do público não é mais exclusividade da TV e o celular disputa espaço com ela inclusive no horário nobre. A galera mais jovem, em especial, não larga o smartphone nem no último capítulo da novela.

Twg

Quando o brasileiro pensa em vídeo on-line, ele pensa primeiro no YouTube. Muita gente acredita até que o YouTube é um substituto da televisão. A plataforma é considerada o melhor lugar para assisitir a conteúdos sobre gastronomia, moda e beleza, games e música.

Twg
Twg

Para milhões de brasileiros, o YouTube é a primeira parada na hora de pesquisar sobre produtos e serviços. É uma audiência que confia mais nos endossos e dicas dos Youtubers que das celebridades da TV e do Esporte, por exemplo.

Twg

A cada ano, o consumidor passa mais tempo ligado em vídeos on-line, seja em casa, no trabalho ou pelo celular. É uma boa hora para dar um play e repensar o papel dos vídeos na sua estratégia.

Quer baixar os gráficos para usar em sua apresentação? Clique aqui

Video Viewers é uma pesquisa anual realizada desde 2014 em parceria com a agência Provokers para entender o consumo de conteúdo em vídeos no Brasil (TV e on-line). É um estudo nacional de 1.500 entrevistas, representando a população Brasileira A/B/C de 14-55 anos.

Quatro aprendizados para 2017, inspirados nos top vídeos do YouTube Ads Leaderboard