The Update: por que a diversidade e a representatividade são tão fundamentais para as marcas

The Update: por que a diversidade e a representatividade são tão fundamentais para as marcas

Guests
Tamon George, Cofundador e CEO da Creative Theory
Sarah Carberry, Head de Estratégia Multicultural e Vendas do Google nos Estados Unidos
Published
Setembro de 2020

Neste episódio, nos reunimos com Sarah Carberry, Chefe de Estratégia Multicultural e Vendas do Google nos Estados Unidos, e Tamon George, Cofundador e CEO da Creative Theory, para uma discussão essencial sobre igualdade racial, representatividade no conteúdo e a crescente demanda dos consumidores por marcas com propósito. Saiba como parceiros externos podem ajudar a sua marca a mudar a narrativa e influenciar a cultura.

Para assistir às outras entrevistas da série, acesse a collection completa The Update.

0:03

>> TAMON GEORGE: As empresas e organizações não operam mais num vácuo,

0:08

[As organizações precisam identificar seu papel na criação de mudanças] e precisam identificar seu papel na criação de mudanças no setor.

0:12

[Sarah Carberry, Chefe de Estratégia e Vendas Multiculturais do Google nos EUA] [Tamon George, Cofundador e CEO, Creative Theory Agency] >> SARAH CARBERRY: Neste episódio do The Update,

0:17

[Sarah Carberry, Chefe de Estratégia e Vendas Multiculturais do Google nos EUA] [Tamon George, Cofundador e CEO, Creative Theory Agency] converso com Tamon George, cofundador e CEO da Creative Theory Agency,

0:23

[Uma presença autêntica: por que diversidade e representação são cruciais para o sucesso da marca] sobre por que diversidade e representação são cruciais para o sucesso da marca.

0:26

Acho que devemos começar pelo básico,

0:30

pelo nível básico: o que a diversidade significa para você,

0:35

[O que diversidade significa para você e por que ela é tão importante no marketing?] e por que você acha que ela é tão importante, especialmente agora no marketing?

0:39

[Diversidade na forma mais simples é representação] >> TAMON GEORGE: Diversidade, na forma mais simples, é, na verdade, representação.

0:43

[Diversidade na forma mais simples é representação] O mundo que vemos tem diversas nuances: de pessoas, idade, raça, gênero, identidade.

0:47

[O marketing deveria ser mais representativo] E achamos mesmo que o marketing deveria ser mais representativo

0:49

[O marketing deveria ser mais representativo] e criterioso quanto a isso.

0:53

[O marketing deveria ser mais representativo] Então, quando pensamos nos próximos níveis de diversidade,

0:57

[Como dar oportunidades iguais e mostrar igualdade?] é como damos oportunidades iguais e mostramos igualdade para a população

0:59

[Como dar oportunidades iguais e mostrar igualdade?] diversa para a qual vendemos.

1:03

>> SARAH CARBERRY: À luz das recentes reinvindicações por justiça racial,

1:06

[Como a definição de diversidade mudou para consumidores e marcas?] como você acha que a definição de diversidade mudou

1:11

[Como a definição de diversidade mudou para consumidores e marcas?] ou foi ampliada para consumidores e marcas?

1:14

>> TAMON GEORGE: Não acho que a definição de diversidade tenha mudado tanto assim.

1:17

Acho que há várias agências e empresas como a nossa

1:19

que vêm realizando esse trabalho há muitos anos.

1:23

[Urgência e suporte superior] Porém, a diferença que realmente vemos está na urgência

1:26

[Urgência e suporte superior] e no apoio superior que muitas dessas ideias

1:29

e iniciativas estão recebendo agora, o que é absolutamente necessário.

1:32

[Os consumidores estão forçando as marcas a avaliar sua posição] Acho que os consumidores estão forçando as marcas a avaliar

1:36

[Os consumidores estão forçando as marcas a avaliar sua posição] sua posição na desigualdade sistêmica, e com razão.

1:38

>> SARAH CARBERRY: Tamon, é do entendimento geral

1:42

a razão da diversidade ser tão importante em termos sociais,

1:46

[Como a diversidade aumenta o valor de negócio?] mas como a diversidade aumenta o valor de negócio?

1:48

>> TAMON GEORGE: Acho que muito do que vemos hoje é

1:51

[Empresas diversas estão melhor equipadas para resolver problemas complexos] que várias empresas, e especialmente várias agências,

1:54

[Empresas diversas estão melhor equipadas para resolver problemas complexos] estão melhor equipadas para resolver problemas de negócios muito complexos.

1:56

[Empresas diversas estão melhor equipadas para resolver problemas complexos] Acho que se você não estiver tomando grandes decisões

2:01

[Mais representação em pauta] com mais representação de idade, raça, gênero e identidade,

2:04

[Mais representação em pauta] muitas vezes estará deixando de lado grandes ideias

2:06

que deveriam ter estado em pauta desde o início.

2:10

>> SARAH CARBERRY: A Creative Theory é parceira do Google

2:11

há vários anos.

2:17

Você pode das alguns exemplos de insights que sua equipe trouxe para o Google

2:19

[Que insights que sua equipe trouxe para o Google?] de como você conseguiu executar campanhas de uma forma

2:22

[Que insights que sua equipe trouxe para o Google?] verdadeira e autêntica para nossa marca?

2:24

[Que insights que sua equipe trouxe para o Google?] >> TAMON GEORGE: Sim. Mais recentemente,

2:27

pudemos trabalhar no atributo de empresas de proprietários negros.

2:30

Sabíamos, com base no nosso círculo de contatos,

2:32

que há um aumento na demanda pelo

2:35

apoio a empresas de proprietários negros neste exato momento.

2:40

A verdadeira vitória foi que o Google conseguiu ser extremamente útil num momento

2:45

[As pesquisas por empresas de proprietários negros estavam crescendo exponencialmente] em que sabíamos que as pesquisas por empresas de proprietários negros estavam crescendo exponencialmente.

2:50

[As pesquisas por empresas de proprietários negros estavam crescendo exponencialmente] E poder atender a essa necessidade foi realmente essencial.

2:53

>> SARAH CARBERRY: O que você diria às marcas com dificuldade

2:57

de encontrar sua voz multicultural neste momento

2:59

ou que sentem que não têm nada a acrescentar?

3:02

Elas simplesmente não têm essa proposta de valor.

3:07

[O que você diria às marcas com dificuldade de encontrar sua voz multicultural?] O que elas podem fazer?

3:08

[Você tem que ganhar o direito de acrescentar à conversa] >> TAMON GEORGE: Primeiro, você tem que conquistar

3:10

[Você tem que conquistar o direito de acrescentar à conversa] o direito de acrescentar à conversa.

3:17

[Você tem que conquistar o direito de acrescentar à conversa] Vemos isso o tempo todo, as marcas hesitam ou não sabem como entrar na conversa.

3:20

E, muitas vezes, ela muitas vezes pode começar com sua equipe interna.

3:25

Mas há pequenas coisas que podem ser feitas externamente,

3:27

[Fazer parceria com diferentes organizações] como criar parcerias com diferentes organizações,

3:32

[Fazer parceria com diferentes organizações] encontrando maneiras de apoiar diferentes missões alinhadas aos seus valores de negócios.

3:35

[Fazer parceria com diferentes organizações] E esse é o pontapé inicial para você se tornar uma grande parte

3:37

do movimento antirracismo.

3:38

[The Update]

3:41

[The Update] [Think with Google]

The Update: como o Google está ajudando diferentes negócios durante a COVID-19?